Nacionalidade Portuguesa Vistos de residência

A quem se aplica?

Visto de residência para exercício de actividade profissional subordinada


A concessão de visto para obtenção de autorização de residência para exercício de atividade profissional subordinada depende:
• Da existência de oportunidades de emprego,
  E que sejam não preenchidas por :
> Nacionais portugueses,
> Trabalhadores nacionais de Estados membros da União Europeia,
> Do Espaço Económico Europeu,
> De Estado terceiro com o qual a Comunidade Europeia tenha celebrado um
acordo de livre circulação de pessoas,
> Bem como por trabalhadores nacionais de Estados terceiros com residência legal em Portugal.

O Instituto do Emprego e da Formação Profissional, I. P., bem como os respectivos departamentos de cada região autónoma, mantêm um sistema de informação permanentemente actualizado e acessível ao público, através da Internet, das ofertas de emprego abrangidas, divulgando-as por iniciativa própria ou a pedido das entidades empregadoras ou das associações de imigrantes reconhecidas como representativas das comunidades imigrantes pelo ACIDI, I. P., nos termos da lei.

O visto de residência para exercício de actividade profissional subordinada pode ser emitido aos nacionais de Estados terceiros que preencham as condições gerais e que: possuam contrato de trabalho ou promessa de contrato de trabalho; ou possuam habilitações, competências ou qualificações reconhecidas e adequadas para o exercício de uma das atividades abrangidas pelo número anterior e beneficiem de uma manifestação individualizada de interesse da entidade empregadora.

Visto de residência para exercício de actividade profissional independente (?)

O visto para exercício de actividade profissional independente pode ser concedido ao nacional estrangeiro que: tenha contrato ou proposta escrita de contrato de prestação de serviços no âmbito de profissões liberais; e se encontre habilitado a exercer a actividade independente, sempre que aplicável.

Mas porquê ter a nacionalidade portuguesa?

A aquisição da nacionalidade portuguesa traz um conjunto de benefícios para o estrangeiro que a requeira.

Desde logo por se tornar automaticamente, não só um cidadão português, mas também um cidadão da União Europeia e, consequentemente, ter direito à livre circulação em todos os 28 Estados-membros.

Adicionalmente terá direito ao Passaporte Português, atualmente o quinto mais poderoso no mundo, e que permitir viajar para mais de 180 países sem necessidade de visto.

Quem tem direito à nacionalidade portuguesa?

Nacionalidade Portuguesa

A Lei da Nacionalidade Portuguesa permite que filhos, netos e bisnetos de cidadãos portugueses possam, respeitando determinados requisitos, obter a nacionalidade portuguesa, e expandir esse benefício aos seus familiares, os quais poderão ter os mesmos direitos.

Adicionalmente, e com recente atualização da Lei, a mesma prevê agora que netos de portugueses possam obter a nacionalidade portuguesa por atribuição, em que o principal efeito é retroagir até a data do nascimento, permitindo com que estes possam transmitir a NACIONALIDADE PORTUGUESA aos seus descendentes, independentemente da idade dos mesmos..

Outro ponto em destaque, é que agora a lei presume como vínculo afetivo o casamento ou que coabite com nacional português em condições análogas às dos cônjuges, com cinco anos ou mais. Após estes 5 anos o cônjuge do nacional português poderá solicitar a sua nacionalidade portuguesa por aquisição.

Após obter a nacionalidade portuguesa, o novo cidadão poderá solicitar o passaporte e o cartão do cidadão português, e usufruindo de todos os seus benefícios.

Deste modo, a nacionalidade portuguesa pode ser atribuída à nascença ou durante a vida; existem ainda várias formas de aquisição consoante quem a requeira, nomeadamente, o país de origem, o número de anos residente em Portugal, a nacionalidade dos familiares, a ligação à comunidade portuguesa ou o conhecimento da língua portuguesa.

Saiba se está apto para adquirir
Nacionalidade Portuguesa

Como vamos trabalhar?

1. Análise inicial

  • Análise da sua situação e avaliação se você tem direito à nacionalidade portuguesa.

2. Orientação para obtenção de documentos

  • Procedemos a uma orientação sobre os documentos que iremos necessitar da sua parte e como os poderá obter
  • Esta fase é crítica e fundamental antes da realização do pedido.

3. Análise da documentação

  • Receção e análise da documentação. Após reunida e aprovada a documentação daremos seguimento ao passo seguinte.

4. Entrada e acompanhamento

  • Entrada do pedido junto da entidade respetiva, de acordo com o seu processo.
  • O acompanhamento é realizado de uma forma transparente e always on, dado que poderá consultar a evolução do mesmo na sua área de cliente e interagir diretamente com o seu advogado.

5. Conclusão do processo

  • Informação da conclusão do respetivo processo e dos próximos passos que deverá realizar

Área privada do cliente


Vantagens da área de cliente

Vantagens dos nossos serviços

Atendimento personalizado

Menor burocracia

Vamos simplificar ao máximo o seu processo, reduzindo a burocracia, mas sem perder nenhum detalhe do seu caso

Processo

Os pedidos são feitos via conservatórias portuguesas. Vamos selecionar a melhor opção para o seu caso.

Transparência

Nossos honorários são 100% transparentes, fixos e inalteráveis.

Perguntas Frequentes

Nacionalidade

Toggle content goes here, click edit button to change this text.

Vistos

Toggle content goes here, click edit button to change this text.

Autorização de residência

Toggle content goes here, click edit button to change this text.

Manifestação de interesse

Toggle content goes here, click edit button to change this text.

Em destaque

Juntas de Freguesia: o que são e como funcionam

O que são as Juntas de Freguesia em Portugal? Se já mora em terras portuguesas, já deve ter ouvido falar das juntas de freguesia em Portugal. Já mencionamos várias vezes as juntas de freguesia. Para sermos mais precisos, as juntas de freguesia são o órgão executivo da freguesia, que tem…

A história de Aristides de Sousa Mendes

Aristides de Sousa Mendes, o Diplomata português que durante a II Guerra Mundial salvou mais de 30.000 vidas da perseguição Nazi, em 1940, no que é considerado como a maior ação de salvamento empreendida por uma pessoa individual. Aristides de Sousa Mendes do Amaral e Abranches nasceu a 19 de…

Portugal em 2073

Como estará o país daqui a 50 anos? Como será Lisboa? E o Alentejo? E as restantes regiões? Damos-lhe as respostas. Prever com precisão como Portugal estará daqui a 50 anos é uma tarefa desafiadora, uma vez que o futuro é incerto e sujeito a inúmeras variáveis.  No entanto, podemos…

Agende a sua Marcação

Está com dúvidas se você tem direito e como conseguir a Cidadania Portuguesa? Agende uma videochamada (atendimento para qualquer lugar do mundo) e receba uma consultoria de qualidade com especialistas com vasta experiência em concessão da Cidadania Portuguesa.