Advogado 1

Como ser advogado em Portugal?

Ser advogado é uma profissão crucial para a sociedade e possui uma grande importância em diversos aspetos.

 

Os advogados são essenciais na defesa dos direitos e interesses dos indivíduos, organizações e comunidades. Eles asseguram que todos tenham acesso a uma representação legal justa e imparcial perante a lei.

Para se tornar advogado em Portugal, é necessário seguir um percurso académico e profissional específico, que envolve formação académica, estágio e aprovação em exames. 

Em baixo descrevemos os passos gerais para se tornar advogado/a.

Formação Académica:

  1. Licenciatura em Direito: O primeiro passo é obter uma licenciatura em Direito numa universidade reconhecida em Portugal. Normalmente tem uma duração de, no mínimo, 4 anos.
  2. Mestrado numa Especialidade do Direito: Após a licenciatura, é necessário concluir um mestrado numa área específica do Direito, de forma a escolher a sua área de atuação. Dependendo da especialidade e instituição de ensino, varia o plano de estudos e a sua duração, sendo que de modo geral os mestrados em Portugal duram no mínimo entre 1 a 2 anos.
  3. Estágio Profissional: Depois de concluída a formação académica, é necessário realizar um estágio profissional como advogado aprendiz, que pode durar entre 18 a 24 meses. O estágio é supervisionado e orientado por um advogado com experiência e é uma oportunidade para desenvolver experiência prática e habilidades de oralidade na área jurídica.
    Durante o estágio, os estagiários podem trabalhar em escritórios de advogados, tribunais, ministérios ou outras instituições jurídicas.
  4. Exame de Acesso à Ordem dos Advogados: Depois do estágio, os candidatos devem fazer o Exame de Acesso à Ordem dos Advogados, que é um exame nacional. Esse exame avalia os conhecimentos teóricos e práticos adquiridos durante a formação académica e o estágio.
    O exame inclui provas escritas, orais e práticas.
  5. Inscrição na Ordem dos Advogados: Após a aprovação no exame, os candidatos podem solicitar a inscrição na Ordem dos Advogados de Portugal. A inscrição na Ordem é essencial para exercer a profissão de advogado em Portugal.
  6. Prática Profissional: Após a inscrição na Ordem dos Advogados, os advogados podem começar a exercer a profissão de forma independente, tanto em escritórios como em outras organizações.
  7. Formação Contínua: Os advogados em Portugal estão sujeitos a requisitos de formação contínua ao longo da carreira para manterem a sua inscrição na Ordem dos Advogados atualizada. 

É importante salientar que os requisitos exatos podem variar ligeiramente de acordo com a instituição de ensino e as normas da Ordem dos Advogados de Portugal. 

É sempre aconselhável verificar as informações mais recentes junto à Ordem dos Advogados e às instituições de ensino.

A profissão de advogado é fundamental para a manutenção de uma sociedade justa, equitativa e baseada no Estado de Direito. 

Através de sua atuação, os advogados contribuem para o funcionamento eficaz do sistema jurídico e para a proteção dos direitos e liberdades fundamentais de todos os cidadãos.

Este é o seu sonho? Força!

Share